Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Se teve um setor que conseguiu lidar bem com a pandemia, foi o das mídias sociais. Como muitas pessoas têm passado mais tempo em casa, consequentemente estão utilizando mais a internet e as redes sociais. Isso fez com que muitas oportunidades surgissem para as marcas se conectarem com seus públicos.

Recentemente, vimos surgir o novo queridinho do mundo das mídias: o Clubhouse. A plataforma funciona como um “podcast interativo ao vivo” e vem conquistando muitos usuários ao redor do mundo. Deixando, inclusive, os que ainda não têm convites, bastante ansiosos para começar a testar o app.

Segundo um estudo da Conversion, agência de SEO líder em inovação e performance, ao compararmos fevereiro de 2021 com setembro de 2020, quando o app só tinha 3 meses de lançamento, as buscas já cresceram 100 vezes.

Relações mais humanas

A estratégia de ser acessível apenas para usuários que possuem convites foi bastante ousada, mas tem rendido bons resultados. O sentimento de escassez faz com que as pessoas criem uma expectativa para, finalmente, fazerem parte da novidade. Além disso, seu uso por grandes nomes do mercado, como Elon Musk, aumenta ainda mais o interesse pelo app.

Quando o assunto é rede social, no Brasil, o Facebook continua liderando como principal alvo dos usuários. No quesito ‘buscadores’, o Google caminha solitariamente de forma larga na liderança. Mas quais tendências podemos observar para este ano? Descobriremos agora.

Relações mais humanas

A mentalidade do consumidor continua se transformando e temos notado que marcas mais humanizadas, que buscam uma conexão maior com seus seguidores, são as que mais engajam e, consequentemente, vendem. Quanto mais cedo sua empresa entender isso e transformar a sua comunicação, melhor. Aquelas que baterem o pé e resistirem às mudanças, poderão ficar para trás.

Postar, postar, postar?

Não. A frequência de posts vem perdendo feio para a qualidade. Não adianta postar todos os dias da semana se metade desse conteúdo é irrelevante ou criado apenas para cumprir agenda. Os seguidores estão se importando cada vez mais com o que e como você posta do que com a quantidade de vezes que você publica esses conteúdos.

Social commerce

Social commerce

É notável que cada vez mais marcas estão direcionando a sua energia para a venda, por meio das redes sociais. Desta maneira, é possível explorar várias formas de se divulgar um produto ou serviço, com games, publicações bem humoradas ou por meio de dicas rápidas. Se o seu negócio ainda não adotou essa estratégia, você pode estar perdendo muitos clientes agora mesmo.

O futuro é agora e está ao vivo

As lives foram e continuam sendo bastante utilizadas em diversos formatos durante a pandemia. No Facebook, no Instagram, na Twitch, no YouTube e agora no Clubhouse, elas vêm dominando o mercado e demonstrando que o público quer estar “perto” de quem produz o conteúdo. A possibilidade de interagir em tempo real com muito mais facilidade com as marcas é uma arma poderosíssima que, com certeza, deve ser explorada.

As possibilidades são incontáveis e as ferramentas são várias, toda a matéria-prima que seu negócio precisa para florescer está aí. Não existe uma fórmula mágica, vários players chegam no mesmo local por meio de caminhos diferentes, mas todos eles possuem cinco coisas em comum: estratégia bem definida, consistência, testagem, coragem e mente aberta para o novo.

Dicas anotadas? Se você gostou, compartilhe com seus amigos e continue acompanhando o nosso blog!