Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

liquidez_no_mercado_financeiro_1

A liquidez no mercado financeiro está ligada à facilidade de vender ou comprar um ativo. Normalmente ações que possuem muitas negociações diárias e contam com muitos interessados, são mais fáceis de negociar.

Devido à grande quantidade de negociações, essas ações e até as criptomoedas, são mais líquidas do que outras. Já uma ação com pouca liquidez, geralmente é pouco negociada, sem que haja muitos investidores dispostos a comprar ou vender.

À primeira vista, o fato de uma ação ser mais ou menos negociada não sugere riscos, mas é algo que deve ser considerado antes do investimento.

O fato de uma empresa ser mais negociada ou não, pode comprometer o investimento e gerar riscos relevantes à carteira do investidor, já que pode comprometer a velocidade na liquidação das posições no mercado financeiro.

liquidez_no_mercado_financeiro_2

Vantagens de ações com liquidez

Ações que possuem boa liquidez são muito negociadas na bolsa. Devido a grande quantidade de interessados em comprar e vender, os preços dessas ações não costumam registrar muita volatilidade.

A volatilidade é algo relacionado à liquidez. Ações que possuem baixa liquidez e, portanto, possuem poucos negócios, costumam registrar grandes saltos em seus preços.

Essas variações podem ser tanto para cima quanto para baixo. Desse modo, ações mais líquidas costumam ter menos oscilações bruscas. Fato que ajuda o investidor e a carteira.

Outra vantagem das ações com liquidez está na facilidade de compra. Como os preços não oscilam tanto, além de conseguir adquirir o ativo por um bom preço, é possível comprar quantidades maiores, caso seja do interesse.

Desvantagens e ações com liquidez

Ao acessar ativos de maior liquidez, o investidor dificilmente verá uma grande movimentação de alta em curto espaço de tempo, por exemplo.

Ações que possuem pouca liquidez podem gerar grande valorização em questão de dias. Essa volatilidade é provocada pela pouca quantidade de negócios.

Vale destacar que a baixa liquidez pode estar ligada à procura quanto à oferta. Ou seja, se existem poucos investidores propensos a vender o ativo e centenas a comprar, é natural que o preço dispare, uma vez que a força de compra é gigantesca.

Assim, os investidores que procuram grandes valorizações, terão que focar suas atenções em ativos de menor liquidez, ou aguardar mais tempo para que os ganhos ocorram com ações mais líquidas.

Liquidez e risco no mercado financeiro

O investimento no mercado financeiro já é considerado algo arriscado, mas existem formas de mitigar o risco.

Uma forma é procurar boas ações com liquidez no mercado financeiro. Como a liquidez está atrelada ao fato do investidor conseguir vender e comprar mais facilmente o ativo, investir em tais ações é uma solução para melhorar a segurança da carteira.

Vale mencionar que a liquidez também ajuda na redução de volatilidade do preço. Com muitas pessoas comprando e vendendo, o valor da ação, docilmente vai oscilar muito.

Portanto, construir uma carteira diversificada, com boas ações líquidas, vai ajudar a reduzir os riscos de eventuais volatilidades do mercado.

Para analisar empresas que possuem boa liquidez na bolsa, é importante analisar o home broker.

Dentro do home broker, o investidor tem condições de analisar a quantidade de negociações que uma ação registrou no dia, até aquele momento, e o volume financeiro movimentado.

Com essas informações, o investidor pode comparar a liquidez dos ativos contra outros. Ações como a Petrobras e Vale do Rio Doce costumam figurar entre as mais líquidas da bolsa. Portanto, o investidor pode pegar essas ações para comparar.

liquidez_no_mercado_financeiro_3

Índices que consideram a liquidez

A liquidez também é utilizada como forma de parâmetro, na hora de formar índices de ações. Um índice que utiliza a liquidez das ações como um dos principais parâmetros é o IBRX-50.

As ações que fazem parte do IBRX-50 são as 50 ações mais negociadas da bolsa de valores. Atualmente, o topo do índice é ocupado pelas seguintes empresas:

  • Vale do Rio Doce – VALE3;
  • Petrobrás – PETR4;
  • Petrobrás – PETR3;
  • Itaú Unibanco – ITUB4;
  • Bradesco – BBDC4;
  • B3 – B3SA3;
  • Ambev – ABEV3;
  • Banco do Brasil – BBAS3;
  • JBS – JBSS3;
  • Itaúsa – ITSA4.

Ainda existem outras variações do índice IBRX. Por exemplo, há o IBRX-100 que conta com as 100 ações mais negociadas da bolsa.

Os índices sofrem alterações periodicamente. Assim, as empresas que fazem parte, podem sofrer redução de participação, aumento, ou serem retiradas do índice.

liquidez_no_mercado_financeiro_4

O que fazer no mercado financeiro?

Investir no mercado financeiro requer conhecimento e estudo. Além de analisar as ações que existem no mercado, o investidor precisa avaliar a liquidez dos ativos.

Já pensou um lojista comprar um produto cujo interesse pelo público não há? Em uma situação assim, aquele produto vai ficar à venda por muito tempo, sendo que o lojista, provavelmente, terá que reduzir o preço e inclusive perder dinheiro com a venda.

Para evitar isso, o investidor precisa fazer uma boa avaliação da liquidez dos ativos. Comprar boas ações que contam com muitos negócios diários é uma solução.

Ao adquirir ações de grande liquidez, o investidor consegue mitigar parte dos riscos de uma eventual volatilidade do mercado.

Construir uma carteira diversificada, com diversas ações líquidas, vai ajudar ainda mais na redução de volatilidade.

Agora se o investidor procura ganhos acima da média, com alta volatilidade, as ações de menor liquidez são ótimas opções.

Devido a baixa quantidade de negócios, essas ações podem registrar forte valorização em questão de dias.

É importante destacar que a baixa volatilidade, também pode causar forte desvalorização, por isso, o mais sensato, é investir em ativos mais líquidos.