Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content

Se você só ouviu falar da tecnologia blockchain por causa do mercado de criptoativos, provavelmente as aplicações a seguir vão te surpreender. Mas, antes, é preciso entender o que é blockchain e qual a sua principal finalidade. Ficou curioso? Então continua aqui comigo.

Entendendo a blockchain

A tecnologia blockchain funciona como um grande banco de dados, é um sistema em que ficam registradas todas as trocas de informações processadas por usuários de uma rede. A ideia da criação da blockchain foi distribuir a informação de forma transparente e auditável. A blockchain do Bitcoin, por exemplo, funciona como um livro-razão (ou livro contábil) em que estão registradas todas as transações realizadas com a criptomoeda desde que os primeiros Bitcoins da história foram movimentados entre usuários da rede.

A tecnologia blockchain funciona como um grande banco de dados

No caso do Bitcoin, todos os membros podem acessar os detalhes de qualquer transação, de ponta a ponta, porque a sua rede é pública. Mas também existem blockchains privadas, mais comuns no mundo corporativo. Em algumas dessas redes, o usuário precisa de uma autorização para ter acesso ao banco de dados. Da mesma forma, existem blockchains em que só entidades autorizadas podem fazer novos registros. 

Leia também: “O que é blockchain e como ela irá revolucionar a nossa economia”

Leia também: “O que é blockchain?” 

O sistema blockchain ganhou este nome porque sua arquitetura consiste numa cadeia de blocos ordenados, cujas informações são armazenadas de maneira sequencial, por meio de códigos criptográficos chamados de “hash”. Os dados referentes às transações são compactados na forma de hash em cada um dos blocos. O valor do hash do bloco anterior é usado para calcular o valor do hash do bloco atual, criando assim um elo entre os blocos. 

Uma das mais importantes características da blockchain é que os registros das transações são imutáveis. Logo, não é possível alterar as informações dos blocos que já foram validados na rede. A alteração de qualquer dado da cadeia de informações invalida todos os blocos subsequentes. Essa e outras características garantem a transparência e a segurança do sistema, que elimina problemas como registros duplicados.  

5 usos da blockchain que vão além do Bitcoin

Agora que você já sabe o que é uma blockchain e qual a sua principal finalidade, vou te mostrar alguns exemplos reais de uso dessa tecnologia que vão muito além do Bitcoin.

CTO, Marco Carnut, destacou que o banco de dados do Zro Bank é "blockchainzado"

Auditoria interna

Que o Zro Bank negocia criptoativos, isso todo mundo já sabe. Mas você sabia que o Zro também usa a tecnologia blockchain como um método para aumentar a segurança das suas redes e melhorar a auditoria e transparência para os clientes?

Em entrevista ao portal Blocknews, nosso CTO, Marco Carnut, destacou que o banco de dados do Zro Bank é “blockchainzado”. “Há lotes fechados de tempos em tempos, um bloco referencia outro, o bloco é imutável e conseguimos recuperar o backup de forma íntegra”, explicou. A rede tem a finalidade de registrar as informações necessárias para a contabilidade do Zro.

Os contratos inteligentes ou "smart contracts" são exemplos bastante relevantes de soluções criadas a partir da tecnologia blockchain

Carnut esclareceu, ainda, que busca aplicar os princípios fundamentais de blockchain de forma prática, aproximando o mercado cripto do mercado financeiro tradicional. “A filosofia tradicional do mundo de finanças é a de que primeiro vem a transação e, depois, a auditoria. No blockchain ‘raiz’, como o do Bitcoin, a auditoria vem antes da transação. Logo, o sucesso da transação é condicionado ao sucesso da auditoria”, finalizou.

Leia também: “Como a blockchain está transformando os modelos de negócio”

Contratos inteligentes

Os contratos inteligentes ou “smart contracts” são exemplos bastante relevantes de soluções criadas a partir da tecnologia blockchain e da inteligência artificial. 

Os novos modelos de contratos desburocratizados, com alta confiabilidade e autoexecutáveis, permitem que qualquer pessoa faça o seu modelo de código para ser usado nos mais diversos tipos de acordos. Essa, inclusive, é uma das aplicações de maior potencial de popularização da tecnologia blockchain, já que existe uma infinidade de tipos de contratos. 

o blockchain permite o acompanhamento e a certificação de toda a cadeia de suprimentos

A grande sacada dos smart contracts, para o nosso dia a dia, é garantir que os acordos firmados serão cumpridos, já que ele é um contrato digital e, assim, não pode ser perdido ou adulterado, além de ser autoexecutável. Ele surge para garantir mais segurança na execução do acordo e tem como base a tecnologia blockchain. 

Cadeia de suprimentos

Aplicar a blockchain à cadeia de suprimentos pode auxiliar no rastreamento de cada um dos componentes envolvidos na fabricação de um produto e, desta forma, identificar com muito mais facilidade qualquer variabilidade no processo. Isso garante a transparência de toda a operação.

o blockchain permite o acompanhamento e a certificação de toda a cadeia de suprimentos

Com o avanço da internet da coisas, cada dia mais empresas vão aderir aos instrumentos automatizados, integrados e tecnológicos em seus processos. Desta forma, uma rede compartilhada como o blockchain permite o acompanhamento e a certificação de toda a cadeia, incluindo registros seguros de informações como: origem, destino e tipo de produto transportado. Uma grande inovação para o segmento de logística.

Saúde

Já imaginou poder armazenar de forma segura todos os seus exames, laudos e receitas, que geralmente ficam espalhados em diversos sistemas? Pois é. Por meio da tecnologia blockchain, o conjunto de dados referentes à saúde de um paciente poderia ser compilado num único lugar, facilitando o acesso ao seu histórico de saúde completo.

blockchain pode facilitar o acesso ao histórico de saúde completo

A partir do uso de uma rede blockchain para a gestão de registros médicos, o paciente teria a liberdade e a facilidade de acessar todos os seus dados, contribuindo de forma significativa para um diagnóstico mais assertivo. 

Internet das coisas (IoT)

Imagine que uma geladeira gerasse informações sobre o ambiente, informando a um termostato se deve ou não ligar o ar-condicionado. Esse mesmo termostato poderia entrar em contato com o corpo de bombeiros caso detectasse um potencial de incêndio. Tudo isso de forma automática. 

Leia também: “Blockchain: qual o seu real potencial?”

A tecnologia blockchain é capaz de permitir a criação de sistemas de micropagamentos entre diferentes dispositivos, que realizariam tarefas em benefício da rede e seriam “remunerados” por isso. 

blockchain é capaz de permitir a criação de sistemas de micropagamentos entre diferentes dispositivos

Parece uma perspectiva um tanto futurista, mas já é realidade. Estima-se que, até 2025, existam 25 bilhões de dispositivos conectados – de celulares a sistemas de iluminação. Já pode ir se acostumando, você ainda vai ouvir muito falar em blockchain.

E aí, qual(is) desse(s) 5 usos de blockchain você já conhecia? Conta pra gente nos comentários! Continue acompanhando o nosso blog e assine a nossa newsletter para ficar bem informado.