Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content

No início de fevereiro, a Mastercard anunciou que irá oferecer suporte a algumas criptomoedas selecionadas e utilizá-las como meio de pagamento ainda em 2021. Segundo a empresa, incluir as criptomoedas abrirá portas para comerciantes e ajudará na economia, armazenamento e transferência de dinheiro por parte dos clientes.

O mesmo aconteceu com a Visa que, no fim de janeiro, afirmou possuir planos a longo prazo para pagamentos com criptomoedas. Após esses dois anúncios, o Bitcoin dá mais um passo à frente. Se antes era visto como “dinheiro da Internet” ou “dinheiro do futuro”, agora é visto como um ativo do presente, que já faz parte do dia a dia de milhares de pessoas.

Visa e Mastercard abrem portas para o Bitcoin ainda em 2021

O que essa notícia significa para o Bitcoin?

O Bitcoin está passando por um ciclo importante, diante da entrada de grandes players do mercado. Além da Visa e da Mastercard, a gigante de tecnologia Tesla, comandada pelo homem mais rico do mundo, Elon Musk, recentemente investiu em Bitcoin como uma reserva estratégica. Até mesmo bancos como Bank of New York Mellon, o maior banco custodiante do mundo, e a BlackRock, líder na gestão de ativos, estão se aproximando da criptomoeda.

Antes do anúncio da Mastercard, por exemplo, o Bitcoin valia cerca de US$ 46.400. Desde então, atingiu o recorde histórico de US$ 58.000, conquistando também um crescimento nos pagamentos diários. No último ano, o número de pagamentos confirmados, por dia, passou de cerca de 500.000 para um pico de 869.000.

Com mais de 960 milhões de cartões de crédito Mastercard no mundo e 140 bilhões de transações feitas com a Visa todos os anos, sem dúvidas esta será uma parceria bem-sucedida.

O que essa notícia significa para o Bitcoin

Quais são os planos para o futuro?

A Mastercard pretende incluir as criptomoedas como meio de pagamento ainda em 2021, mas muitas perguntas ainda não foram respondidas. A empresa ainda não divulgou quando e quais moedas serão utilizadas, embora tenha dado a entender que as stablecoins possivelmente sejam as primeiras.

Também não se sabe se os pagamentos irão incluir as criptomoedas automaticamente ou se os comerciantes terão de fazer a escolha. Uma coisa é certa: mais de 60 milhões de comerciantes em todo o mundo vão ter acesso às criptomoedas.

Vale lembrar que tanto a Visa quanto a Mastercard já trabalharam em conjunto com empresas de criptomoedas para emitir cartões de débito que realizam pagamentos com o dinheiro virtual. Por enquanto, só resta esperar e ver para onde essa parceria de peso levará o Bitcoin.

E aí, curtiu o conteúdo? Então compartilhe com os seus amigos e continue acompanhando o nosso blog!